segunda-feira, 3 de abril de 2017

A 3 de Abril de 1918 - A Sopa dos Pobres é instituída por Sidónio Pais



Resultado de imagem para sopa do sidónio



O Governo da República Portuguesa chefiado por Sidónio Pais na sua qualidade de presidente do Ministério e presidente da República interino promulga, a 30 de Março de 1918, o Decreto n.º 4 031 constituindo uma comissão central de sete membros encarregada do estabelecimento de sopas económicas dentro da cidade de Lisboa. Esse documento seria publicado no Diário do Governo n.º 67, I Série, de 3 de Abril de 1918.

Com Sidónio Pais a caridade institucionaliza-se como forma de adiar as reformas necessárias para melhorar as precárias condições de vida. A presença de Sidónio Pais na inauguração das várias “Cozinhas” permite-lhe cultivar a imagem de presidente generoso e amigo dos mais desfavorecidos. 

2 comentários:

  1. Na história da sociedade portuguesa, em muitas situações de precariedade económica e de fome generalizada, a igreja, através das suas estruturas e de organizações paralelas, como as Misericórdias e outras irmandades, cultivou a caridade. Assim, durante a 1.ª República, com a guerra institucionalizada que lhe foi feita pelos diversos governos, era vedada à igreja o espaço para actuar. Perante tantos quadros de miséria, o Presidente Sidónio Pais actuou da forma que entendeu conveniente para minorar a fome generalizada. Infelizmente, actualmente, estamos a assistir à distribuição de alimentos através das mais diversas instituições, e é pena que isso se esteja a passar, e até um pouco despercebido, pela generalidade dos governantes.

    ResponderEliminar
  2. Com este comentário muito oportuno, também acrescento mais apontamentos de grande relevo e de interesse geral, e assim vou também tendo ainda muito mias conhecimentos.
    Aquele abraço fraternal do,
    Mário Jesus

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.