sexta-feira, 21 de abril de 2017

A ignorância moderna

Vivemos numa era perigosa. Andar na rua torna-se tão banal como ser assassinado apenas porque sim. Premir um botão torna-se tão simples como rebentar uma cidade. Mudar de canal de televisão é tão básico como dissecar notícias de abusos sexuais a menores em pleno horário matutino. Premiar os prevaricadores e punir os justos é tão comum como roubarem poupanças de uma vida a um pobre velho.

A vida tornou-se tão inútil? A existência humana, o sentido dela, o propósito para o qual fomos “concebidos”, é este? Resumimo-nos à inumanidade? Faz tanto sentido como uma discussão absurda que tive ontem onde alguém me disse a energúmena falta de inteligência que a Coreia do Norte é a Coreia do Sul, ou seja, que a Coreia do Norte fica a Sul da Coreia do Sul… Talvez… se o globo virar do avesso! …Mesmo com o mapa diante dos olhos! Acho que estes 2 minutos de acinesia resumem toda esta atualidade.


Estamos perante a ignorância moderna. Pior do que estar errado, é não querer corrigir e aprender. E os media contribuem sobremaneira para esta demência informativa, que é tão elementar como sair à rua vestido.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.