terça-feira, 11 de abril de 2017

Ainda o 4º encontro, e o futuro

Alguns pensamentos ainda na sequência do nosso 4º Encontro, em Lisboa.

Uma das intervenções referia que para mudar pode-se começar por mudar a nossa rua. O contexto era mesmo do Mundo e da Rua, mas a mesma perspetiva foi falada noutras intervenções, quanto divulgação de opiniões de cidadãos - a começar por, mas não limitado a nós, aqui, na Voz da Girafa. Dado que parece difícil mudar o "mundo" (os jornais) que vai reduzindo o espaço para participação dos leitores, teremos de dedicar mais atenção à nossa "rua.

Algumas intervenções, que sublinho, foram no sentido de diversificar temas, e com isso potencialmente diversificar público e participantes; também no de incentivar ao debate; e ainda a lembrar que a participação à distância facilita muito os comportamentos grosseiros, pelo que é necessária sempre alguma forma de moderação.

A minha visão, eventualmente inatingível mas a servir de orientação, é de ter um jornal - à falta de melhor palavra - de opinião de cidadania, por cidadãos, para cidadão. Nele o debate surgiria não apenas em comentários, mas mais na possibilidade de ligar facilmente artigos a outros, como resposta, complemento, ou atualização. Esses encadeamentos de artigos seriam enquadrados em temas e subtemas. Autores, uma "direção de redação", colaboradores, leitores, com o apoio de programas informáticos, poderiam intervir em vários aspetos. Como votar na qualidade, concordância, ou adequação de artigos, etiquetar, organizar temas.

Nem sei se existem programas que já façam tudo isto, talvez o reddit mas só conheço de fama, não de experiência - a fama é de que os conteúdos são mauzinhos, ou pior, mas o programa é interessante. Em teoria qualquer um pode instalar a sua versão, mas, como disse, tal parece-me algo que está bem além do nosso atual interesse.

Voltando à terra, existem alternativas intermédias. Principalmente, existe margem para tentar usar melhor a tecnologia do Blogger, aprender com o que nos falte e, só então, tentar algo mais.


Sugestões, sem especial ordem, para usar aqui e agora:

  • Uniformizar a apresentação. Neste momento temos vários textos que são copiados sabe-se lá de onde e colados aqui. No mínimo resulta em cores e tipos de letra diversos, por vezes em trazer ligações e imagens de outros lados para aqui. Já está ativa uma solução técnica que obriga a cor de fundo a ser sempre branca, pode-se alargar a forçar o tipo de letra
  • Usar etiquetas. Especialmente definir um conjunto de temas padrão para subdividir o blogue e usar sempre uma delas em cada artigo.
  • Usar títulos nos artigos.
  • Várias outras possibilidades são permitidas por este blogue, não vou referir muito mais cada uma. Num blogue meu, feito para apenas para teste, podem ver várias. É ver em kozmatenet.blogspot.pt. Listas de artigos mais vistos (pode ser do mês, da semana, de sempre), pesquisa (simples e parece-me fundamental num qualquer sítio), ligações a outros sítios semelhantes/parceiros, arquivos, apresentação do sítio, sondagens, contactos, nuvens de etiquetas mais comuns. Principalmente repare como o uso controlado de etiquetas permite ter uma barra de navegação no topo do meu exemplo.


Muito disto exige uma solução social. Como lidar com essas "colagens"? Com a falta de etiquetas? Que temas colocar a "votos"? Com que uso? Podem os autores ter mais cuidado, e quando isso não lhes seja fácil, poder-se-á editar os textos para remover ligações espúrias, ajustar etiquetas?

Perdoem o texto longo, mas de facto é curto, só parece longo visto na 'net. Talvez se faça um par de "cafezinhos" para melhor discutir e implementar estas questões. Transparência é bom mas questões do forno interno, como terá dito o outro, não serão para alongar por aqui.

3 comentários:

  1. Foi Joaquim Tapadinhas que disse, no 4º Encontro, que «escrevemos cartas para os jornais» (intervimos) «porque queremos mudar o mundo e, isso, começa por ser «mudar algo na nossa rua».
    Ricardo: este blogue poderá ser esse «jornal» do cidadão- basta querermos . Aliás já o é!!
    Quanto aos «cafezinhos» ... Um «cafezinho» é sempre que um homem ou uma mulher o querem!!
    Quem marca um em Lisboa? Outro no Porto ? Outro em Braga? outro no Algarve? Mãos à obra!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não era «mudar o mundo» , mas melhorar o mundo com o nosso pequeno contributo!!

      Eliminar
    2. Obrigado à Céu por ter tomado em conta o que afirmei, porque continuo a pensar e desde há muito, que tudo começa por pequenos passos. Melhorar o ambiente na nossa casa, melhorar a nossa rua e o nosso bairro, e assim sucessivamente, e o mundo melhorará. Toda a iniciativa com tal fim pode ser um passinho, mas da soma destes podem resultar passos de gigante.

      Eliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.