quarta-feira, 19 de abril de 2017

Ainda sobre esses bons actos

Todos nós ainda estamos lembrados dos continuados ‘bons comportamentos’ que milhares de jovens alunos têm tido no sul de Espanha nas férias da Páscoa.
Têm sido um exemplo a seguir fora de portas, longe dos seus paizinhos, que tão candidamente os têm educado e por eles tão bem representados.
É que há dias ouvimos representantes da hotelaria algarvia afirmar que preferem estar às moscas do que albergar essas autênticas moscas mortas, que nem um prato partem.


José Amaral

1 comentário:

  1. Amigo Zé Amaral, esse caso, foi apenas um exemplo do comportamento de uma alta ( para não dizer altíssima) percentagem dos "nossos" meninos e meninas. Repare neste: aqui em Corroios, existe um posto de abastecimento de comida de plástico da conhecidíssima multinacional norte-americana, ao lado umas bombas de gasolina com espaço para estacionar, a 200 metros uma escola secundária e a 3 quilómetros uma grande discoteca. Principalmente nas noites de fim-de-semana os meninos e as meninas mais crescidinhos vão de popó para a discoteca.Mas antes ou depois,( os americanos que não são estúpidos, nessas noites,nem fecham) vão-se enfrascar naquela mistela e na bebida açucarada e viciante ( depois a bebida é outra...) sem sequer saírem dos carrinhos. Imagina para onde vão os invólucros e as garrafas, não é verdade? Isso mesmo, tudo para o meio do chão. Os e as mais novinhas que andam na escola, muitos deles também lá vão e comem pelo caminho, transformando as bermas em lixeiras, evidentemente! É a geração rasca que persiste. E nós mais velhos, não teremos culpa nenhuma?

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.