terça-feira, 25 de abril de 2017

Aos saudosistas (que os há...)


Se não tivesse havido um 25 de Abril, haveria um 26, 27, 28 ou outro qualquer. E quanto mais se avançasse no calendário, pior seria para “eles” e, se calhar, para “nós”. Alguém, no seu perfeito juízo, consegue imaginar, nos dias de hoje, um Portugal colonialista, policial, corporativo, isolacionista, com censura, sem eleições livres nem justiça independente, agregando um conjunto de súbditos a fazerem de cidadãos? Têm os saudosistas algum pretendente a Kim do nosso país, feito a Coreia do Norte na Europa?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.