domingo, 16 de abril de 2017

ELEFANTE BRANCO

Resultado de imagem para ELEFANTE BRANCO




O termo tem origem nos elefantes albinos mantidos pelos monarcas do Sudeste Asiático em Myanmar, Tailândia, Laos e Camboja, onde eram considerados sagrados. Possuir um elefante branco era considerado (e ainda é considerado na Tailândia e no Myanmar) um sinal de que o governante reinava com justiça e poder e de que o reino era abençoado com paz e prosperidade. A tradição deriva de contos que associam o elefante branco com o nascimento de Siddhartha Gautama, o Buda, já que a mãe dele teria sonhado com um elefante branco presenteando-a como uma flor de lótus, símbolo de sabedoria e pureza, na véspera do parto. Como os animais eram considerados sagrados e as leis os protegiam do trabalho, receber um elefante branco de presente era simultaneamente uma bênção e uma maldição: uma bênção porque o animal era sagrado e um sinal do favoritismo do monarca pelo cortesão que o recebia; uma maldição porque o animal não tinha uso prático (não podia trabalhar) que compensasse o custo da sua manutenção.
A Ordem do Elefante Branco é uma honraria concedida pelo governo da Tailândia. Composta por oito tipos de medalhas, foi criada em 1861, pelo então rei do Sião Rama IV.

2 comentários:

  1. Mais uma vez, obrigado pela sua colaboração, sempre útil, e muitas vezes no momento certo. Boa Páscoa para si, e o tal sincero abraço amigo, que distribuo por todos os companheiros e companheiras no blogue.

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigado pela sua mensagem. É sempre muito agradável ainda saber que podemos contar com pessoas inteligentes e sociáveis, como o SENHOR PROFESSOR.
    Uma Páscoa muito FELIZ, junto da sua família.
    Receba com todo o respeite,
    Aquele abraço fraternal do,
    Mário Jesus

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.