quinta-feira, 27 de abril de 2017

Futuro presidente de França


   A 2ª volta das eleições presidenciais designará o presidente da França em Emmanuel Macron ou Marine Le Pen. Imaginar que esta pode vir a ser presidente - é arrepiante!
   Macron é a trumpização francesa, que disse:«Estou fora do sistema». Quer enganar quem? Foi
ex-ministro da Economia do presidente François Holland e autor duma reforma laboral anti-trabalhadores, aplaudida por patrões, que fez desfilar milhões de pessoas em toda a França. É alavancado pelo sistema financeiro, não sendo carne nem peixe.
   Comentadores estipendiados rejubilaram mais com o afastamento de Jean-Luc Mélenchon, de esquerda, do que com as gravíssimas consequências que derivam de Le Pen concorrer à 2ª volta.
   Esta deixou cair a máscara, voltando ao discurso proto-fascista de seu pai, na campanha eleitoral. A radicalização da sua oratória quer fazer retornar fronteiras à França, isolando-a. O seu nacionalismo serôdio exacerbado augura tempos difíceis para franceses e UE. Joga com a implosão do partido republicano e com a ala conservadora sarkozista, para conquistar votos. O partido cristão-democrata já apelou ao voto nela(!). Não tem respostas que impeçam a fuga aos impostos, corrupção, desemprego, desigualdades sociais, Cultura e por aí fora… Trump e Putin apoiam-na sem reservas… diz-me com quem andas. Não votou muitas propostas de Lei, na Assembleia Nacional, contra  os terroristas! Porquê? Os efeitos mortíferos do terrorismo fazem parte da sua estratégia política de ódio e de medo. Inqualificável!

                                                   artigo de opinião de Vítor Colaço Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.