quinta-feira, 13 de abril de 2017

OS NOSSOS DIRIGENTES DO FUTEBOL PORTUGUÊS, DEVEM DAR ESTABILIDADE E DE MAIS CREDIBILIDADE


Resultado de imagem para os dirigentes dos três grandes do futebol português
Estamos a sete jornadas para se chegar ao final desta Liga NOS, referente à época de 2016/17, para se poder vir a conhecer o respectivo campeão. Sete jornadas, que equivalem a estarem ainda em disputa vinte um pontos, para se poder vir a conhecer o novo campeão. Mas até final desta contenda, muita surpresa ainda pode vir a acontecer. Porque não? Os dois principais candidatos, ainda estão na contingência de poderem vir a perder um ou outro ponto, importante para o final das contas e das suas respectivas aspirações. E, porque não, ainda poderem e vir a perder algum “pontinho”?. E, que os comandados de Jorge Jesus, ainda espreitam, (porque na vida tudo é possível, porque impossível  é mesmo, ir à lua, mas a pé…) mesmo já um pouco distantes das suas aspirações, que era obviamente, a vitória final, porque esperam com alguma sofreguidão desde da época de 2001/02, há catorze anos portanto que ambicionam o desejado título de campeões, mas não querendo publicamente acalentar e criarem algumas ilusões, ténuas, é verdade, perante a sua massa adepta, os principais responsáveis do Sporting CP, parecem, afirmam eles, que adaptaram, por fim, pela forma mais simples e praticamente, já atiraram  a toalha ao chão, e afirmam em bom som, e num tom bem firme, que a sua preocupação principal neste momento é estarem virados e concentrados, e estarem a preparar, tudo no que toca à próxima época. Será que na próxima época, é que vai ser o ano de serem campeões? Mas, mesmo separados por uns escassos oito pontos, dos principais comandantes do “pelotão”, desta Liga NOS, ainda, podem “quiçá”, com alguma ansiedade e pontinha de esperança e separados por uns escassos oito pontos, ainda estão à espreita, que um dos dois candidatos, um deles, ou mesmo os dois possam ter um deslize, o que me parece ser impossível. e o tal outro candidato, o Sporting CP, ainda possa vir a fazer mossa, pois nestas contas de se encontrar o campeão, muita coisa ainda pode vir a acontecer. Que engraçado, seria.
Contudo, qualquer dos dois primeiros e principais candidatos a puderem fazer a festa, seja o FC Porto, em plena Avenida dos Aliados, como á habitual, seja o SL Benfica, em redor, do Marquês de Pombal, com a majestosa e imponente figura que é sem dúvida aquela figura, sempre tendo como companhia, a seu lado, outra grande majestosa figura que é um Leão, o chamado rei da selva, duas figuras que mostram bem a raça de duas figuras. A força de um Homem e de um animal. Também conhecida por Rotunda do Marquês de Pombal, que é uma importante praça da cidade de Lisboa, momento inaugurado em 1934, que tem a particularidade da imponente figura da história de Portugal, que foi um nobre, diplomata e estadista português, tendo sido secretário de Estado do Reino, durante o reinado de D. José I (1750-1777), sendo considerado, ainda hoje, uma das figuras mais controversas e carismáticas da História de Portugal.
Mas, não vou, nem iriei vaticinar ou antecipado vencedor, longe de mim tal ideia, para depois  virem os habituais comentadores, afirmarem, lá vem mais este “lampião”, aliás como é sempre habitual, porque infelizmente, em Portugal, somente há dois clubes, os verdadeiros benfiquistas e o outro clube que são, os anti benfiquistas. Só tenho pena como adepto, que mesmo que o SL Benfica, não venha a sagra-se campeão, em vez de estar lá um leão, a fazer companhia ao Marquês de Pombal, não esteja uma imponente águia
Nesta recta final, desta Liga NOS, vale tudo para desacreditar e dar a devida credibilidade a esta Liga NOS, e, então algumas estruturas que comandam os principais clubes, estou a falar mais concretamente o FC Porto e Sporting CP, assumem publicamente terem feito uma aliança, para destabilizar o sempre incomodo, SL Benfica.
Agora são as constantes “queixinhas”. Agora são as chamadas cartilhas, enfim, tudo serve para a devida desestabilização e descrédito. Quando pára toda esta engrenagem?
É de lamentar que não haja paz, e que todas as partes intervenientes, em especial as dos principais clubes de maior dimensão, não dêem as mãos e criem a devida, estabilidade a bem estar e em prol e para bem do futebol em Portugal.

Mário da Silva Jesus


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.