quinta-feira, 6 de abril de 2017

Os novos europeus


Paulatinamente, e para além de muita animosidade com mortes à mistura, os futuros inquilinos da velha Europa estão a penetrá-la de diversos modos vivenciais, a fim de a habitar em toda a sua plenitude.
E como a Europa está drasticamente a diminuir a sua natalidade, porque negativamente se aburguesou, o êxodo humano de outras paragens virá colmatar a falta de nascimentos que os egoístas europeus não quiseram dar vida.
Portanto, não nos queixemos, porque a culpa é de nós mesmos.


José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.