quarta-feira, 26 de abril de 2017

Programa Nacional de Vacinas


Após o surto epidémico de sarampo, em que uma jovem estudante de 17 anos, não vacinada, faleceu com tal doença, começou a discussão a favor e contra a obrigatoriedade da vacinação a englobar no Programa Nacional de Vacinas.
Simplificando tal discussão sobre saúde pública, no meu modesto entender, assim deve ser feito: tendo em conta o tempo oficial do Ensino Obrigatório, também o Programa Nacional de Vacinas deve ser obrigatório contemplando a mesma duração temporal do Ensino Obrigatório. Logo, quem estuda durante o tempo de obrigatoriedade oficial, o mesmo deve acontecer no que concerne a ser obrigado a ter as vacinas em dia.
Para finalizar, aconselho a ler-se qualquer folheto informativo – bula - na informação para o utilizador, a quem foi receitado um medicamento, para verem as suas contraindicações, as quais nos levam a pensar se o medicamento nos vai dar saúde, ou matar.

José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.