domingo, 16 de abril de 2017

Ribeira Lima

Sinto esta terra que Feijó amou
Também nasci perto do rio Lima
Lugar alcantilado monte acima
Só não sei cantar como ele a cantou…

Se ninguém escolheu como cá chegou
Foi decerto dádiva divina
Ter nascido em terra tão linda
Berço de poetas que tantos legou.

Numa coisa sou mais que o Poeta
Bem mais feliz do que ele a sofrer
As saudades desta terra dilecta…

Não sofri a distância que afecta
Os desterrados que longe vão viver
Sem ter a volta de regresso certa!


Amândio G. Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.