terça-feira, 16 de maio de 2017

Almaraz traz o satanás no ventre


Acabei de ouvir numa rádio nacional de que se um desastre ocorrer em Almaraz, no género de Chernobyl, porá em perigo de vida cerca de um milhão de portugueses, o que seria, de imediato, uma calamidade humana e ambiental para Portugal.
E, quem falava não era um tosco na matéria, era alguém ligado a tais estudos que preveem o que de nefasto e mortal pode vir acontecer.
Daqui, da minha toca, lanço um forte alerta e apelo a todas as autoridades portuguesas, já que as espanholas não nos ligam patavina, para que saibam que Almaraz traz satanás no ventre. E, se ele nascer, será um holocausto para muitos e muitos milhares de nós.

nota: este texto foi publicado no PÚBLICO de 18/5/2017

José Amaral

1 comentário:

  1. Esse que refere, seria o maior problema. Mas pode haver outros menores e mais prováveis que também fariam muito mal. Ou seja, o nuclear é sempre um pesadelo. Uma espada de Dâmocles sobre as nossas cabeças.Infelizmente vai para a frente porque não houve suficiente pressão nem de lá e sobretudo de cá (seriamos os mais afectados) para parar. O povão é sereno... e ignorante como convém a quem manda e mama. Se 200 mil ou 1 milhão (como se reuniram há dias pelos motivos que sabemos), se reunissem em protesto por este motivo, outro galo cantaria!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.