segunda-feira, 8 de maio de 2017

Data formal do fim da II Guerra Mundial na Europa



Resultado de imagem para Data formal do fim da II Guerra Mundial na Europa

Após o suicídio de Hitler, ocorrido a 30 de Abril de 1945, o que restava doo exército alemão rende-se aos Aliados, a 7 de Maio. Pretendia-se que o fim da II Grande Guerra na Europa fosse comemorada apenas no dia 9, mas, a 8 de Maio de 1945, inúmeras capitais europeias (Lisboa Incluída já comemoravam o fim da II Grane Guerra na Europa. Salazar dirige-se às embaixadas americana e britânica e à legação francesa, a fim de apresentar cumprimentos aos representantes dos países ocidentais que venceram este conflito. Esteve também presente na Assembleia Nacional, reunindo-se aos deputados que manifestavam o seu agrado pelo fim das hostilidades, tendo salientado que “a Providência dispôs em seus altos desígnios que pudéssemos atravessar o conflito sem sermos directa e activamente envolvidos nele”
De acordo com testemunhos prestados por quem viveu este acontecimento, o povo de Lisboa saiu à rua gritando vivas as vencedores deste conflito, hasteando bandeira dos Estados Unidos, da Grã-Bretanha e do Benfica. Sim, do Benfica, já que a bandeira vermelha da União Soviética – um dos vencedores da guerra na Europa –não era permitida pela polícia política.


2 comentários:

  1. Esta é uma efeméride que me deixa um estado de espírito muito ambivalente. Como não comemorar fim dum conflito bélico? Mas também como não execrar aquela figura odienta do Salazar, com toda a sua hipocrisia, bem expressa nos cumprimentos aos vencedores e uma ideologia que "torcia" pelo fascismo? E aquele "orgulho" de termos sido "neutros" que não foi mais que um "lavar de mãos" oportunista e táctico?! E que deixou marcas no nosso modo de ser. Só nasci passados quatro meses, mas o "homem" ainda perdurou vivo ate bem mais tarde, que tristeza! mas é bom recordarmos isto que o o Mário nos ajudou a relembrar, pois ainda ontem... apanhámos um sustito...

    ResponderEliminar
  2. Mas, pelo andar da carruagem, estamos a assistir, talvez, ao começo de uma catástrofe humana muito mais devastadora dos que as anteriores Grandes Guerras, pois estamos a criar vários hitleres, que vão dar cabo disto tudo se nós não sustermos tais desígnios de destruição em massa.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.