domingo, 28 de maio de 2017

GLÓRIA AOS VENCEDORES DA TAÇA DE PORTUGAL,QUE FOI O BENFICA, E HONRA AOS VENCIDOS QUE FOI O VITÓRIA SPORT CLUBE


Resultado de imagem para final da taça de portugal
O já habitual cenário, que é o palco, do Estádio Nacional (Jamor), das finais da Prova Rainha, do futebol português, que é a chamada Taça de Portugal, a segunda prova mais importante do calendário do futebol em Portugal, assistiu hoje dia 28 de Maio de 2017, à sua 77.ª. final da citada competição, tendo-se defrontado, o Vitória Sport Clube, da cidade de Guimarães, que é o Berço de Portugal, fundado em 22 de Setembro de 1922, e o Sport Lisboa e Benfica, recentemente acabado de se sagrar campeão da I Liga NOS, tendo conquistando assim pela primeira vez, no seu historial de 113 anos, o Tetra, e assim o seu 36.º título e com a vitória de hoje frente ao Vitória Sport Clube, na final da Taça de Portugal, amealhou a sua 11ª. dobradinha, (vencedor na mesma época do campeonato e taça de Portugal), depois deste feito ter acontecido nas épocas de 1942/43; 1954/55; 1956/57; 1963/64; 1968/69; 1971/72; 1980/81; 1982/83; 1986/87; 2013/14 e 2016/17.
Glória aos vencedores e honra aos vencidos, é o melhor título e o mais adequado e lógico, para esta final digna de dois grandes emblemas do futebol português, que tiveram o “fair-play” de se terem, contudo no meio, houve um ou outro lanço menos correcto, próprio das contingências do próprio calor do jogo, mas que se souberam respeitar mutuamente, perante uma enchente de público, dos dois clubes que estiveram presentes, e que encheram de cor e festividade, própria de uma final, e de assinalar o facto, do mesmo público, que não viraram costa à chuva que se fez sentir praticamente em quase todo o jogo e foi um público de ambos os conjuntos extra mamente correcto, nesta final de Taça de Portugal, realizada no Estádio Nacional (Jamor), em que, o clube das “águias” saiu vencedor, depois de ganhar aos vimaranenses por 2-1, conquistando assim a sua 26.ª Taça de Portugal, em 36 presenças. Destaque e de referir o facto e de registar, as seis presenças do clube do Vitória Sport Clube, na final da Taça de Portugal, nas épocas de 1962/63, derrota com o Sporting CP, derrota com por 0-4; na época de 1975/76, derrota com o Boavista por 1-2; na época de 1997/98, derrota com o FC Porto por 0-1; na época de 2010/11, derrota de novo frente ao FC Porto por 2-6; na época de 2012/13, os eu ponto mais alto desta competição com a vitória nesta competição, sobe o comando do técnico Rui Vitória, frente ao SL Benfica por 2-1, e hoje a sua sexta presença nesta final e derrota frente ao SL Benfica por 1-2, agora sobre o comando do seu ex-técnico, o mesmo Rui Vitória.
Pelo desempenho, entrega total ao jogo e pelo profissionalismo dos jogadores comandados pelo técnico Pedro Martins, porque qual o motivo de não ter havido duas taças, pois os jogadores do Vitória Sport Clube, eram bem merecedores, de terem levado para a cidade Berço da Portugalidade,  um troféu, mesmo mais pequeno que fosse, era um prémio justo.
Foi uma final correcta, que foi o mais importante e que registo com agrado.

(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do
  Jornal RECORD de 30 de Maio de 2017)
(Texto-opinião, publicado na edição Nrº. 46291 do Diário de Notícias da Madeira    de 01 de Junho de 2017)


MÁRIO DA SILVA JESUS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.