domingo, 7 de maio de 2017

Marine!

Votai Marine Le Pen, França!

Será um avanço civilizacional, ter a primeira mulher Presidente de França! Trazendo a visão feminina da política, uma postura mais suave, uma linguagem de moderaç...

...ão...    ...não...?

Ninguém?

Não me digam...!?
Os argumentos não se aplicam a esta mulher? Eleger uma mulher é bom, mas só em alguns casos? Não se deve generalizar?

Ah! Pois. Com isso concordo. Não se deve generalizar. Nem escolher em função do género. Neste, ou naquele sentido.



Com uma vénia ao artigo "Conversa da treta", de Helena Matos, no Observador.pt, que o explica bem melhor que eu.

3 comentários:

  1. Embora o texto impresso pareça estar amputado e daí algo confuso , pelo menos para mim, atrevo-me a dizer que o feminismo "à outrance" realmente não faz sentido nenhum. Veja-se este caso da Marine, perdão, da Le Pen... Um Hitler sem bigode é, na mesma , um nazi!

    ResponderEliminar
  2. Confundir "alhos com bugalhos"?? será a ideia deste texto? se não, é muito grave!

    ResponderEliminar
  3. @Fernando Rodrigues: O texto é mesmo assim. Discutível opção estética? Certamente. Mas é mesmo assim.

    @Augusto Küttner de Magalhães: Não consigo imaginar que grave confusão esteva a vislumbrar.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.