terça-feira, 9 de maio de 2017

Morreu o escritor e jornalista Baptista-Bastos, o mundo das letras fica mais pobre

Resultado de imagem para baptista.bastos










O jornalista Armando Baptista-Bastos, colunista do Correio da Manhã, e antigo jornalista do já extinto jornal Diário Popular, morreu esta terça-feira aos 83 anos. Armando Esteves Pereira, director do CM e da CMTV, recorda "príncipe da escrita" Baptista-Bastos morreu esta terça-feira aos 83 anos. O escritor estava internado há quase dois meses no serviço de pneumologia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Baptista-Bastos publicou mais de uma dezena de títulos de ficção, entre os quais "O Secreto Adeus" (1963), "Cão Velho entre Flores" (1974), "O Cavalo a Tinta da China" (1995), "A Colina de Cristal" (2000) e "No Interior da Tua Ausência" (2002). Entre outros meios de comunicação social, trabalhou nos jornais A República, O Século e Diário Popular, e na Rádio e Televisão Portuguesa. Em 2005, venceu o Prémio de Crónica João Carreira Bom.Armando Baptista-Bastos, foi um jornalista e escritor português. Estudou na Escola de Artes Decorativas António Arroio e no Liceu Francês, em Lisboa. Nasceu em Lisboa no dia 27 de Fevereiro de 1934, O mundo das letras, fica ainda mais pobre.
As condolências à sua família.

E PAZ à sua alma.

1 comentário:

  1. É sempre triste vermos partir pessoas de tal quilate. Mas, resta-nos o seu legado de Homem vertical e honesto, para o seguirmos de exemplo para a nossa vida.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.