domingo, 21 de maio de 2017

OBESIDADE E TRISTEZA



Um estudo da Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI), divulgado há dias, refere que, com predominância dos rapazes, 10% dos adolescentes até aos 12 anos, já sofre daquela patologia. A principal causa, é uma alimentação incorreta. Isto, num país que tem uma das mais variadas e melhores gastronomias do mundo, inserida na comprovadamente saudável dieta mediterrânica. Outra causa, é a pobreza dos seus progenitores que não lhes permite comprar os alimentos necessários e convenientes.
Evidentemente que qualquer das situações é lamentável. Mas, triste mesmo, é o facto da tão famosa e excelente dieta, ter vindo progressivamente a ser posta de lado, em favor da comida rápida. Comida de plástico, riquíssima em proteínas e açúcar que tanto faz engordar, sem retorno, os miúdos. Como se sabe, o principal fornecedor é uma conhecidíssima e poderosa multinacional norte-americana. Tal como a outra, da bebida açucarada e viciante.
Vítimas do eficaz marketing da referida multinacional, da ignorância, do comodismo e da tendência para a imitação, os pais dos jovens, irresponsavelmente, são os seus carrascos. Portanto, tudo isto é de uma tristeza absolutamente confrangedora, e que tem custos ! Em primeiro lugar, evidentemente, para as crianças. Mas também para todos nós, contribuintes, devido às doenças associadas. Por exemplo, a diabetes, e com todas as outras desta decorrentes que tanto irão sobrecarregar o SNS.
Francisco Ramalho
Corroios, 21 de Maio de 2017


Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.