quarta-feira, 3 de maio de 2017

OS MILHÕES DOS ALDRABÕES

Em Portugal, um presidente executivo (CEO) de uma empresa ganha até 100 vezes mais do que a média dos seus trabalhadores. Isso acontece, por exemplo, na Jerónimo Martins, de Alexandre Soares dos Santos, dono do Pingo Doce. Entre os milionários, António Mexia da EDP é o campeão. Levou para casa no ano passado mais de dois milhões de euros, entre remuneração fixa e variável, mais 11% face a 2015. Pedro Soares dos Santos, CEO da cadeia dos supermercados Pingo Doce, arrecadou no total 1,269 milhões de euros no ano passado, mais 46% em relação a 2015. Que miséria. Que insulto à pobreza. Estes tubarões do capitalismo acumulam milhões e gozam com a nossa cara. Exploram os seus trabalhadores sem a mínima ponta de ética. Chacais. Abutres. Inimigos da vida. E ainda se armam em benfeitores. Não, tal como Jesus, tal como Marx, temos de combater esses vendilhões, esses mega-mercadores. Eles não podem ser mais os senhores da Terra. A Terra não pode degradar-se a este ponto com estes animais ao comando feitos com os políticos. Derrubêmo-los em nome da Vida.

2 comentários:

  1. Nos textos do padre António Vieira fala-se disto nestes termos: "O pão é comer de todos os dias, que sempre e continuadamente se come; e isto é o que padecem os pequenos. São o pão quotidiano dos grandes; e assim como o pão se come com tudo, assim com tudo e em tudo são comidos os miseráveis pequenos"...

    ResponderEliminar
  2. Até José Miguel Júdice diz que isto não passa de populismo, acusando aqueles que levantam estas questões e estes sangramentos de lesa pátria, que tiram o sustento e o pão a milhares de bocas.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.