sexta-feira, 5 de maio de 2017

Preocupações humanas de mãe

É já conhecido um estudo levado a cabo pela Universidade de Oxford:  47% dos empregos que hoje conhecemos desaparecerão nos próximos 25 anos.
Mãe de filhos menores, preocupa-me, para além da «Baleia Azul» e afins, e me interrogo, como  prepará-los " para uma vida com 60% de desemprego?"
Vivemos num tempo em que a Inteligência Artificial está a substituir , de forma aceleradamente evidente, o ser humano (um dia destes iremos ao hipermercado e não veremos nenhum homem ou mulher a atender-nos na caixa registadora; ir ao banco já nem se coloca). Estes são apenas dois exemplos de profissões em vias de extinção, que devem ser conhecidas (e evitadas). Era fundamental que,  nas escolas (estou a pensar nas sessões dos alunos do 9º ano com o psicólogo /orientador vocacional) fossem conhecidos estes estudos e discutidos!
É caso para pensar: o que não pode um robot fazer por nós? Esse será o emprego a escolher...
O robot não consegue pensar criativamente, não se emociona e nem sabe gerir emoções. Quais são as capacidades dos seres humanos com que o robot não pode competir? Temos que pensar bem nisto e encontrar soluções humanas (criativas) !!


2 comentários:

  1. Este é um dos problemas major neste ponto de charneira civilizacional que estamos a viver aceleradamente... O cadinho borbulha mais e mais!

    ResponderEliminar
  2. Os tempos de todas as coisas estão a mudar aceleradamente.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.