segunda-feira, 5 de junho de 2017

VITÓRIA DO SPORTING NA TAÇA DE PORTUGAL FEMININA DEU "DOBRADINHA" AO CLUBE DE ALVALADE


Resultado de imagem para final da taça de portugal feminina sporting Braga de futebol


Mais uma vez o palco do Estádio Nacional, no Vale do Jamor, Oeiras, que teve a sua inauguração, no dia 10 de Junho de 1944, foi hoje ao final da tarde, palco de mais uma final da Taça de Portugal. Desta feita realizou-se a final feminina da Prova Rainha da Taça de Portugal, entre o Sporting CP, que se tinha sagrado campeãs nacional, e o Sporting Clube de Braga, 2.º classificado do campeonato nacional feminino e que se encontram, numa final inédita, desta 14.º final da Taça de Portugal de futebol feminino e organizada pela Federação Portuguesa de Futebol, que teve o patrocínio da Allianz Seguros.  
Frente a frente, estiveram as duas grandes equipas, de momento, do futebol português feminino, qualquer delas dignas de poderem ter vencido esta final, mas como sempre só uma podia sair vencedora, e a vencedora desta final da Taça de Portugal, foi a campeã nacional, o Sporting CP, que sob o comando do técnico Nuno Cristóvão, que tinha eliminado o Estoril-Praia, na meia-final, na primeira 1.ª mão por 2-0, repetindo igual resultado na 2.ª mão pelo mesmo resultado de 2-0, que com esta vitória fez a "dobradinha", para o clube leonino. Tendo encontrado nesta final o Sporting Clube de Braga, que sob o comando do técnico João Marques, eliminou na meia-final, na 1.ª mão a Casa do Povo de Martim de Braga por 8-0, tendo voltado de novo a ganhar na 2.ª mão, agora por 9-0.
Foi uma autêntica propaganda e um enorme impacto, que teve este encontro, em prol da divulgação futebol feminino, que irá pela primeira vez estar presente no EURO-2017, na Holanda e que foi visto por milhares de espectadores através da transmissão televisiva, através do serviço público da RTP 1, e que teve lugar no Estádio Nacional do Vale do Jamor, e que teve a maior enchente de público, batendo o recorde de presença de público, tendo estado presentes a assistir a esta final, cerca de 13200 espectadores, que assistiram à vitória do Sporting CP, por 2-1, após prolongamento.
Sobre o comando da árbitra internacional da Associação de Futebol de Aveiro, Sandra Bastos, auxiliada por Olga Almeida, Vanessa Gomes e Teresa Oliveira, a citada final não teve casos menos correctos para serem assinalados, e de realçar o comportamento exemplar das intervenientes e igualmente do público, que ocorreu em grande número.
                          QUADRO DE TODAS AS FINAIS DA TAÇA DE PORTUGAL DE FEMININOS
EDIÇÃO
NRº.ÉPOCASFINALISTA VENCEDORFINALISTA VENCIDORESULT.
1º.2003/041º. DezembroSP. Clube Murtoense - Murtosa     6  - 0    
2º.2004/05Sp. Clube Murtoense-MurtosaAssoci. Recreat. e Cultural da Várzea     3  - 2
3º.2005/061º. DezembroSP. Clube Murtoense - Murtosa     3  - 1
4º.2006/071º. DezembroBoavista     5 -  0
5º.2007/081º. DezembroClube Albergaria Mazel     6 -  0
6º.2008/09Escola Futebol Clube-MolelinhoBoavista1-1; 6-5 g.p
7º.2009/101º. DezembroBoavista     6  - 0
8º.2010/111º. DezembroClube Futebol Benfica     3  -  0
9º.2011/121º. DezembroClube Albergaria Mazel     4  -  1
10º.2012/13BoavistaValadares Gaia     3  -  1
11º.2013/14Clube Atlético Ouriense - OurémClube Futebol Benfica     1  -  0
12º.2014/15Clube Futebol BenficaClube Albergaria Mazel     1  -  0
13º.2015/16Clube Futebol BenficaValadares Gaia     2  -  1
14º.2016/17Sporting Clube de PortugalSporting Clube de Braga1-1;2-1 a.p.

(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do
  Jornal RECORD de 06 de Junho de 2017)

MÁRIO DA SILVA JESUS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.