quarta-feira, 28 de junho de 2017

Anónimos e sucedâneos

O artigo de Francisco Louçã no PÚBLICO de hoje -Sebastián Pereyra no meio do fogo- é exemplar no sarcasmo que coloca sobre o anonimato ( os sucedâneos são os que "atiram a pedra e escondem a mão") e o mal que fazem quando estamos " no meio de fogo" ou ainda quando o ateiam. E que, se perguntados, respondem (quando o fazem): ninguém nos dá lições, ouviram "seus intelectuais e gentinha de merda"!

Fernando Cardoso Rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.