terça-feira, 13 de junho de 2017

Aromas de vida…

Estão floridas as tílias
Perfumando o ambiente
As tílias na minha terra
Dão ao fim da primavera
Um perfume diferente…

Pus no bolso um raminho
Que pouco depois esqueci
Mas o seu doce cheirinho
Conservou-se lá limpinho
Lembrando-me estar ali.

Quando no dia seguinte
Às mesmas calças recorri
Fui logo surpreendido
No raminho esquecido
E na fragrância que senti.


Amândio G. Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.