quinta-feira, 22 de junho de 2017

Começou a caça às bruxas

No seu artigo de opinião ‘Não é normal’, publicado no JN de 22/6, o ‘angelical’ deputado europeu Nuno Melo, da sua janela em Bruxelas e munido de luneta de longo alcance, viu com toda a sua ‘imparcial’ clarividência toda a desgraça que se abateu sobre Pedrógão Grande e terras limítrofes.
Fez uma resenha soezmente partidária à feição de agradar aos seus ‘diáfanos’ apaniguados, metendo-os numa espécie de campânula de beatitude, zurzindo em tudo que não fosse a sua cor.
O que ‘Não é normal’, passados 43 anos da queda do anquilosado regime totalitário, é que todos os democratas, vira-casacas e muitos políticos do nosso incendiado país NÃO tenham ainda sabido gerir os bens públicos que os seus longevos antepassados lhes deixaram.
Ao contrário, quase todos os de agora, com o ‘beato’ Nuno Melo incluído, que se alcandoraram em todas as escadas do Poder, só têm pensado em comer tudo que lhes foi outorgado, deixando a gamela completamente vazia, sem nunca preverem nem acautelarem o que de mau possa vir acontecer amanhã.

nota: texto publicado no DESTAK de 23/6

José Amaral

2 comentários:

  1. Mas olhe que é com "pensadores" desta craveira que a Direita se propõe resolver os problemas dos portugueses...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.