segunda-feira, 19 de junho de 2017

Joaquim Moura e A.Pedro Ribeiro: dois textos exemplares!

Todo o dia de hoje cheirou a carne ardida, interpretações, conselhos e acusações. Já os comentei nos sítios próprios mas, no momento em que outro dia está quase a começar, permitam-me que releve dois textos que, sobre o assunto, só continham dor prenhe, verdadeira, pungente e dois gritos: "Tragédia Diabólica" do Joaquim Moura (mouraria.mouraria) e "O País a Arder" de A. Pedro Ribeiro. Parabéns queridos companheiros de escrita, parabéns pela único sentimento que as vossas "penas" deixaram verteram neste blogue: Humanidade!

Fernando Cardoso Rodrigues

3 comentários:

  1. Obrigado, companheiro Fernando. Fico-lhe muito grato nestes momentos. Infelizmente, a boa literatura ainda não salva vidas...

    ResponderEliminar
  2. Obrigado, companheiro Fernando. Fico-lhe muito grato nestes momentos. Infelizmente, a boa literatura ainda não salva vidas...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.