segunda-feira, 12 de junho de 2017

O mar enrola na areia

O mar enrola na areia e mata que se farta (só neste fim de semana, o rio e o mar sepultaram quatro jovens), porque ninguém já o respeita, mesmo sem ou com sinalética vermelha, para nele não entrar.
- Olha que não há vigilância!
- Olha que está muito agitado e podes ficar sem pé!
- Olha a bandeira vermelha!
- Quero lá saber! Eu até sei nadar!
- Olha o vigilante, o nadador-salvador a apitar!
- O não, não é para mim! Eu é que sei o que devo fazer!
O não, não é obstáculo para quem desobedece, sendo, pois, um empecilho ultrapassável.
- Dizem-me que tenho o sangue na guelra, logo, sou peixe e sei nadar!
Então, que fazer?

José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.