sexta-feira, 9 de junho de 2017

Parábola ou sigla?

Se a parábola é uma alegoria sob a qual se esconde uma verdade muito importante, já a sigla, em paleografia, ‘esconde’ um conjunto verbal por letras iniciais, que formam um todo, então, inteligível.
Assim, os que nos ‘esconde’ a sigla CMEC?
Dizem os ‘crânios’, que vivem à custa do Povo, que tal acrónimo significa ‘Custos de Manutenção de Equilíbrio Contratual’.
Mas, afinal, qual será o seu verdadeiro significado?
Não será ‘Como Mexia Endromina o Concidadão’ ?
E, de facto, assim é. Não só para pagarmos, no consumo de electricidade, o seu astronómico vencimento, como também suportarmos as altas mordomias outorgadas a Manso Neto, a Catroga e a outros que compõem a fauna devoradora de bem ganhar à tripa forra.
Finalmente, termino com o que o jornal, que diariamente leio, nos comunicou em 7/6, de que ‘Rendas da EDP vão custar 470 euros a cada consumidor’.
E, por hoje, tenho dito.

José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.