sábado, 17 de junho de 2017

Schäuble engraçou com Centeno


Mais vale tarde do que nunca. Era inevitável que os sabichões da Economia neoliberal não viessem dizer quão iluminados estavam quando nos impingiram a austeridade eterna. Tanto como quando apregoaram aos 400 ventos que o caminho seguido pelo actual governo só poderia descambar em desastre. Por essa altura, andavam adormecidos, e, pelos vistos, ainda não acordaram, relativamente às fragilidades do sector bancário. Estava tudo bem, diziam eles, com Maria Luís, Passos e Cavaco a jurarem-no a pés juntos. Vem agora o Mecanismo Europeu de Estabilidade pôr água na fervura do êxito português ao dizer que andámos a perder tempo com minudências como o défice, quando o que urgia era a recuperação do sector financeiro. Resta saber quem aparecerá a “sacudir a água do capote” se e quando houver outro estoiro na banca, porque, quem vai ser a pagar, isso já todos sabemos.

1 comentário:

  1. Penso que não será avisado confiar muito naquelas "carícias"...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.