terça-feira, 4 de julho de 2017

A SOCIEDADE DO CÁLCULO

O cálculo é a nova forma de barbárie, segundo Edgar Morin. O cálculo não permite o sentimento, não permite a sensibilidade, não permite o amor. Tudo se resume a números, negócios e estatísticas. Tudo obedece à grande finança e à mercearia. Vivemos sob o império do dinheiro e do mercado e as nossas mentes cedo são preparadas para isso. Sim, a família e a escola cedo nos incutem os "valores" do sucesso e da competição. Desde logo há vencedores e vencidos. Desde as notas escolares. Cedo nos impõem hierarquias, desde antes do nascimento. Mas o cálculo agrava tudo. O cálculo devora tudo. Tudo é frio, mecânico, tecnológico.

1 comentário:

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.