sexta-feira, 7 de julho de 2017

Em casa de ferreiro, NEM espeto de pau!

do mundo ocidental
e do mundo oriental

Caro leitor, penso que já terá ouvido o provérbio ‘Em casa de ferreiro, espeto de pau’, que significa descurarem-se muitas das vezes as vantagens que temos à mão, sem que para isso tenhamos de fazer mais despesa.
Assim, o título deste meu escrito é quase igual ao atrás referido adágio, tendo apenas mais o vocábulo NEM, com letras maiúsculas, mas que faz toda a diferência, e à qual apelido de INCÚRIA.

Vem tudo isto a propósito do humilhante assalto a um dos paióis de Tancos, do qual desapareceu diverso material de guerra.
O senhor Chefe do Estado-Maior do Exército, oficial-general Rovisco Duarte, assumiu as responsabilidades pelo sucedido, pois, como se veio agora a saber, as rondas faziam-se de longos a longos períodos, chegando a intervalos de 20 horas, e, para maior agravante, os militares das rondas usariam alegadamente armas sem munições, o que nem ao inimigo lembraria.
Resumindo: nem todos os erros são só políticos; são erros conjunturais de verdadeiro desleixo perante as mais elementares normas de execução permanente.

nota - texto publicado no dia 10/7/2017 pelos jornais DESTAK e PÚBLICO.
José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.