terça-feira, 11 de julho de 2017

Os "andalás"...

Miguel Esteves, no passado dia 9, escreveu no PÚBLICO uma das suas crónicas em que era "ele mesmo" e não somente um "chato": jocoso, inteligente e acutilante. Intitulava-se "Cámones e Andalás" e brincava com o "come on"  e o equivalente português "anda lá".
Lembrei-me de frases tão típicas que nós usamos, que querem tudo e nada dizer e servem mais para acabar com o "assunto", tal como os "vaissandando" ou os " maisómenos". Ah, agora com  outra intenção, também não nos ficaria mal os "dalhumtoque", no imperativo "pedinchâo" ou na terceira pessoa do presente que gostaríamos viesse a ser "bom futuro" para nós. No fundo "umacunha"...

Fernando Cardoso Rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.