domingo, 16 de julho de 2017

OS SOCIALISTAS E A JUSTIÇA...



Há muito que o PS tem problemas com a Justiça. Os restantes partidos também, mas nenhum outro como o PS tem tentado travar e condicionar os Juízes portugueses. Muito antes das resistências socialistas de condicionar a investigação e prisão de José Sócrates, já Ferro Rodrigues fazia contactos telefónicos e diligências na tentativa frustrada de evitar a detenção de Paulo Pedroso na AR (caso Casa Pia). Sob escuta, o hoje Presidente da AR, proferiu a tristemente célebre frase "tou-me cagando para o segredo de justiça". Terá sido esta brilhante prova de lucidez política, que levou António Costa a fazer eleger o mesmo Ferro Rodrigues para Presidente da AR. E este mesmo agora, se calhar querendo mostrar-se grato aos seus apaniguados de partido, resolveu interferir numa investigação em curso em que são arguidos 3 ex-Secretários de Estado do governo PS. Segundo despacho da TSF, "para mim há um mistério nisto que é o fato de haver uma empresa que patrocinava a selecção nacional de futebol, a Galp, ter feito uns convites a umas pessoas e elas terem aceite. Onde é que isto configura um crime parece.me totalmente absurdo. É a minha posição pessoal" (fim citação). Imediatamente pensei no regime do ditador Salazar, tão criticado pelos "democratas" do PS. Certo que aquele legislou criando os Tribunais plenários, em que delitos políticos eram julgados, mas no restante da Justiça, jamais me lembro de ter interferido com as decisões dos Tribunais. Não interessam aos cidadãos que elegeram políticos para orgãos de soberania as opiniões pessoais dos eleitos. Muito ao contrário, opiniões pessoais destas, num Estado mais exigente, poderiam ser considerados crimes de obstrução à Justiça, como acontece nos EUA. O Presidente Trump, está a ser duramente escrutinado pelo Congresso e por um procurador especial, por coisas bem menos evidentes que a intervenção de Ferro Rodrigues.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.