domingo, 9 de julho de 2017

Petição Pública: pelo direito do cidadão à opinião no espaço público (jornais)



Estamos a preparar a Petição «do interesse geral», que será enviada ao Presidente da Assembleia da República ("que por sua vez a remete para a comissão parlamentar competente em razão da matéria"), com o objetivo de alertar a sociedade para a importância da manutenção do Espaço do Leitor na maioria dos periódicos e da reabertura do mesmo no Diário de Notícias (quer na edição em papel, quer na edição online).
Aproveitemos o blog (este espaço dos leitores de jornais) para discutirmos em conjunto o conteúdo do texto da mesma. Aceitam-se sugestões. Obrigada pela colaboração.

9 comentários:

  1. Confesso que estava à espera deste "post", ou similar,da Céu. Falando directamente da "cabeça para a caixa de comentários", sem grande reflexão, direi que em tese ( já é a segunda vez que me sai esta palavra nos últimos dias...) acho bem. Mas já achei mais pois vou verificando que, da parte dos jornais ( ou de jornais?), os critérios e as decisões são, senão partilhados, pelo menos aceites tacitamente por muitos leitores-escritores.Daí que tenha muitas dúvidas sobre se merece a pena. Por hoje fico por aqui. E voltarei ou não.

    ResponderEliminar
  2. Em aditamento ao solicitado pela Céu Mota, no passado dia 4 do corrente mês, a respeito do assunto da Petição, Já respondi no mesmo dia, tendo já dado a minha opinião, acerca das questões que me colocou, a acerca do assunto.
    Mário da Silva Jesus

    ResponderEliminar
  3. Por estar precisamente na situação do Senhor Manuel Jesus, para já, fico-me por aqui. Apenas uma dúvida: a petição segue apenas para a AR?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jorge, segundo li, uma petição publica deve ser dirigida ao Presidente da Assembleia da República...

      Eliminar
    2. Obrigado pelo esclarecimento e peço desculpa pela minha resposta tardia mas só hoje estou a ler o blogue.

      Eliminar
  4. Peço desculpa, Senhor Jorge Morais, será que quer dizer Manuel Jesus?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Senhor Mário Jesus, só me resta pedir-lhe imensa desculpa pelo meu lapso pois tratou-se duma distracção indesculpável.
      Aproveito para esclarecer que votei Presidência da República por duas razões: quanto à AR, da maneira como aquilo funciona - ZERO. De Belém, penso que bastará a Marcelo dar um toque à imprensa para se ver luz ao fundo do túnel.

      Eliminar
  5. É a minha vez de puxar pela… tese. A minha é a de que, não existindo jornais de propriedade pública – a isto levaram as privatizações a eito do sector empresarial do Estado –, de pouco servirá a bem intencionada petição. Não estou bem a ver a Assembleia da República ou qualquer outro órgão a intervir na orientação editorial de um jornal. Cairia o Carmo e a Trindade. Bem vistas as coisas, cada um publica o que lhe apetece sem precisar de bênção apropriada. Quanto à aceitação tácita por muitos leitores-escritores, que alternativa é que há? Deixar de comprar o jornal e pouco mais. Se se interviesse junto da Entidade Reguladora para a Comunicação Social ou mesmo do Provedor de Justiça, se é que essas entidades são apropriadas para o caso em apreço, isso adiantaria alguma coisa? Creio que não. Contudo, disponibilizo-me para qualquer colaboração em que possa ser útil, quanto mais não seja para assinar a petição.

    ResponderEliminar
  6. Concordo com a petição, que deverá ser também dirigida à ERC e ao Provedor de Justiça. E, já agora, porque não também ao Sindicato dos Jornalistas? Não perdemos nada em mexer no assunto.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.