sábado, 1 de julho de 2017

Quadra à solta como peido

Se o peido musical é assim tão bom,
e faz bem a tal sonante gente,
só não percebo pois então
porque não se peidam à minha frente!

5 comentários:

  1. Quadra ao peido "livre"

    Peido por peido mais vale,
    desde que não mortífero,
    não só peido musical
    mas o "total"... pestífero!

    Nota1: "fraquinha" homenagem ao, esse sim, verdadeiro, chiste do Joaquim.
    Nota2: não me digam que o debate não se mantem actual... pois remeto-os para JMT (PÚBLICO de hoje) onde até Nietzsche entrou "ao barulho" (neste caso metafórico...).

    ResponderEliminar
  2. À Grande Joaquim A. Moura, somos efectivamente um País da "cagões". Mas este palavreado não fica bem a toda a gente. Mas, eu também, sinto-me no direito, e eu posso dizer, que me vou peidar...e, porque não?

    ResponderEliminar
  3. Onde viram tão bom cantor e representante de Portugal neste rapazito

    Ainda bem que o PR o não condecorou. Não merece, nada, nada em representar o nosso País, ou então o Pais está muito por baixo mesmo! seria só ar malcheiroso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tem toda a razão Kutner. O gosto, PIMBA, está a ganhar força e espaço. Agora até já acham que o moço da voz esganiçada e esforçada, por entre trejeitos, já é o Sinatra - the voice. Modas efémeras como todas, é o que é!

      Eliminar
  4. Mouraria-mouraria, companheiro de já longa data: sobre 'a quadra à solta como peido', aqui deixo o meu pequeno contributo:

    É mais fino o traque
    Mesmo sendo malcheiroso,
    Mas coberto com um fraque
    É muitíssimo venturoso.

    Portanto, ó Sobral,
    Perante gente tão fina,
    Não deverias ser orador
    De atoarda que desafina.

    Agora, estás maculado
    Por tão grave intenção;
    Antes fosses alvorado
    A um nacional ladrão.

    Os ladrões empestam a nação
    Mesmo evitando o traque,
    Mas com fezes de corrupção
    São gente fina de fraque.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.