sábado, 12 de agosto de 2017

Anda tudo “ligado”

Por maioria de razão, agora é que se pode dizer “isto anda tudo ligado”… E tudo fica abalado quando a falsidade toma conta do espaço público e privado, porque nunca mais se vai ao essencial. Hoje não há tempo para o diálogo porque os “barulhos” e interferências de televisões, telemóveis e quejandos tomaram conta de tudo, e quando morre o diálogo tudo caminha para a morte.
Completamente baralhado com os tempos que vivemos, alguém já imaginou uma Última Ceia do século XXI, em que Jesus aparece de mãos atadas na cabeça, olhando os apóstolos, todos entretidos e entusiasmados a digitar smartphones, totalmente alheados da presença do Mestre…
Muito preocupado com a banalização total das novas redes de comunicação, que via transformadas em vazadouros do mais pernicioso lixo, Umberto Eco desabafava:
“As redes sociais concedem o direito de palavra a legiões de imbecis que antes só falavam nas tabernas, entre copos, sem grandes danos para a colectividade. Agora é-lhes dado o mesmo direito de palavra de um Prémio Nobel. Assistimos à invasão dos imbecis”!


Amândio G. Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.