domingo, 6 de agosto de 2017

CRIME ABOMINÁVEL A NÃO ESQUECER



Precisamente às 08.15 horas locais de 6 de Agosto de 1945, o avião da Força Aérea dos EUA, Enola Gay, faz deflagrar sobre a cidade de Hiroshima uma bomba atómica denominada Litle Boy. Morreram imediatamente 90.000 pessoas. Seguidamente, foi a vez de Nagasaki ser também riscada do mapa pelo mesmo método.
O pretexto: por termo à 2ª Guerra Mundial. Uma hipócrita e monumental mentira! A Alemanha nazi, tinha-se rendido havia 2 meses, e o Japão, com as suas Forças Armadas destroçadas e exangues, sabia-se, ia fazer o mesmo.
A verdade: anunciar ao mundo e avisar a então União Soviética que possuíam aquela apocalíptica arma.
A par do holocausto nazi, o maior crime da história da humanidade.
Francisco Ramalho
Corroios, 6 de Agosto de 2017


9 comentários:

  1. O (tristíssimo) facto, com (uma) interpretação.

    ResponderEliminar
  2. Não uma interpretação. É a interpretação. São factos. Ou não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que é, Francisco Ramalho!... A gente está cá,sempre, para "aprender" sem não duvidar...

      Eliminar
  3. Não estou a ensinar nada. Volto a dizer que são factos. Mas tenho aprendido muito (sem aspas) aqui com os companheiros/as do blogue. Eu sou um dos que estamos sempre a aprender e não tenho qualquer complexo em afirmá-lo...

    ResponderEliminar
  4. Os EUA foram empurrados para a guerra pelo ataque dos japoneses a Pearl Harbour. E tiveram, como sabe, um palel determinante na derrota dos nazis. E o ataque cobarde às forças estacionadas naquele porto do Havai, sem haver declaração de guerra, deve ter-lhes ficado atravessado. Como o senhor Ramalho fala deste triste episódio da bomba com frequência, mas nunca refere o outro, parece-me que fica a faltar aluguma coisa importante, embora concorde que um crime não justifica o outro...

    ResponderEliminar
  5. Nunca referi porque não calhou. Aliás, quem desencadeou a guerra foi Hitler e depois Mussolini e os japoneses juntaram-se-lhe. Portanto, o Japão foi um dos agressores. Honra e glória a todos as forças que se bateram contra o eixo Berlim, Roma, Tóquio e o derrotaram. Há alguma duvida? Mas havia necessidade daquele desfecho?

    ResponderEliminar
  6. Hitler desencadeou a guerra porque Estaline o deixou de mãos livres. De facto, esses dois malditos da História, depois de soltarem fogo pelas vcentas um contra o outro, decidem unir-se contra as democracias ocidentais, celebrando um pacto de amizade - assinado no Kremlin por Ribbentrop e Molotov - que deixa o nazi livre para pôr em prática o seu louco plano e o soviético para submeter países vizinhos. E só quando o ditador nazi roeu a corda é que o ditador soviético passou a colaborar com o Ocidente...

    ResponderEliminar
  7. Longe de mim defender tal pacto, mas parece que não é assim tão a preto e branco, tão simples, como o descreve.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.