sábado, 5 de agosto de 2017

Do politicamente correcto até ao populismo

Se, grosso modo, o populismo consiste em deliberadamente pegar-se numa parte da realidade que melhor se coadune para que tal certeza agora distorcida seja aceite e se possa afirmar e seja a norma perante a verdade dos factos, que se quer que, para tal, se acredite, o politicamente correcto é o conceito que melhor serve o populismo, em que ‘os piores cegos são aqueles que não querem ver’ o que está à sua frente, mesmo que lhe digam que está um belo dia de sol brilhante e estejam mergulhados na mais negra noite das suas vidas.
E, já nem com o aforismo ‘com promessas e bolos se enganam tolos’ se lá vai, pois, agora, só com muitos milhões é possível mover a montanha burocrática da corrupção global, em que o mundo actual se fundamenta, a fim de erroneamente alimentar as instituições, que nos condicionam, para o Bem e para o Mal.


José Amaral

2 comentários:

  1. Se a "corrupção é global" e "fundamenta o mundo actual", as instituições erroneamente alimentadas" só nos podem condicionar para o Mal...nunca para o Bem...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.