domingo, 31 de dezembro de 2017

Não é para menos...


Ouvi hoje, na Antena 1, com estes que a terra há-de comer (nem que seja em cinzas), no programa Visão Global, um politólogo português radicado na América do Sul relatar que, numa estação de televisão da Arábia Saudita, em programa equivalente ao nosso “Prós e Contras”, se discutiram as vantagens de se executarem as pessoas por decapitação em guilhotina ou por enforcamento. Tudo com o pano de fundo da produtividade e rentabilidade de cada um dos métodos. Fiquei siderado. Sem fôlego e… sem palavras.

3 comentários:

  1. Não sei se ainda se faz; na China era dado um tiro certeiro na nuca e depois enviavam a bala à família do sentenciado com a respectiva conta, para que a pagasse...

    ResponderEliminar
  2. Também ouvi. E é a este regime que lhe é dada corda. O maior cliente de armas do maior fornecedor delas do mundo.

    ResponderEliminar
  3. Já agora aproveito para esta observação: Visão Global, deve ser o mais importante programa de informação da Antena 1, mas não tem ali assento a principal organização que trata de assuntos relacionados com a Paz. E com a guerra obviamente: O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC). Portanto, pluralismo mas qb...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.