sexta-feira, 4 de maio de 2018

Artigos de opinião



1 – A fronteira fratricida
A fronteira fratricida juntou os dois líderes na Casa da Paz, precisamente na raia que os divide.
Foi lindo e comovente de ver os dois de braço dado.
Só esperamos que tal passo seja cimentado, para que o nosso mundo tenha o seu fim adiado, e onde a Paz possa coexistir para lá dos nossos dias.

2 – Ninho de oportunistas
Se o PS tem sido um ninho de oportunistas, os restantes partidos não lhe ficam atrás, pois o ser humano é feito da mesma massa.
Que ninguém se ria, porque só a honestidade é capaz de acabar com tantos corruptos vindos de todos os pontos cardeais.
Que a Justiça faça somente o que lhe compete.

3 – É mais que justo
O ordenado mínimo nacional de 650 euros é mais que justo. A nossa Economia aguenta. Caso contrário não suportava pagar reformas e vencimentos principescos a quem já ganhou tudo, que nunca deveria ter ganho.
Cortem-se tais criminosas mordomias, para que os mais desfavorecidos tenham o mínimo justo para sobreviverem.

4 – Que estúpidos que nós somos
Conhecido mais este perdão da dívida à Banca ao devedor SCP, no que se reporta ao Novo Banco e ao Millennium bcp, no montante de 94,5 milhões de euros, vemos que, contribuintes forçados, somos um bando de estúpidos à mercê de péssimos banqueiros e maus dirigentes de topo, que tudo de negativo têm feito e fizeram para nos prejudicar, enquanto desbaratam e desbarataram os muitos milhões que tinham à sua guarda e que não eram sua pertença.

5 – Viva a liberdade de Imprensa
Se não houvesse liberdade de Imprensa, quanta corrupção e outros crimes jamais veriam a luz do dia?
Sem Imprensa livre não há democracia.

6 – E os trapaceiros?
Se não houvesse tanta desonestidade, Portugal seria muitíssimo mais rico e não se verificavam tantas assimetrias sociais.
Como é possível ter casa em Lisboa e arredores e receber subsídio de deslocação por ter outro domicílio fora da Capital?
Como é admissível subsidiar viagens aéreas ou outras e recebendo ainda em duplicado?
Perante tais cambalachos a que todos os dias tomamos conhecimento, reitero o que já tinha escrito: - se todos os corruptos e ladrões dos bens públicos fossem presos, Portugal tornar-se-ia num deserto à beira-mar sinalizado.

José Amaral




2 comentários:

  1. Amigo Zé, você tem o coração muito perto da boca. E, quando assim é, dizem-se coisas precipitadas. Uma delas, são as generalizações.Então se "o ser humano é feito da mesma massa", você é corrupto? (penso que não) Eu sou corrupto? Somos todos corruptos? São corruptos todos os militantes do PS ou dos outros partidos? Os partidos, tal como os seus militantes, são todos iguais? Involuntariamente, amigo Zé, esse discurso é excelente para dar cobertura exactamente aos corruptos. À cerca do PS, e dos partidos congéneres, não sei se leu, se não leu, sugiro-lhe vivamente que o faça, o extenso, (duas páginas) pormenorizado, e muito elucidativo artigo de um dos fundadores do PS, Alfredo Barroso, no jornal "I" de 30/4/18. Infelizmente, não teve a repercussão que devia ter.Infelizmente, para o PS, e para o país. Se puder, não perca. Não percam.

    ResponderEliminar
  2. Grato fico pelo seu contributo; contudo, abstenho-me de responder ao seu comentário.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.