sábado, 7 de julho de 2018

Turismo tem duas faces...

É indubitável Lisboa é a catedral das capitais europeias. Portugal está na moda com justificação e mérito. Somos, comparativamente com alguns países que conheço, os melhores anfitriões. Corroboram os estrangeiros e realçam o nosso calor e simpatia. É um orgulho.
   Mas… em Lisboa, junto à Casa de José Saramago, na restauração, vejo as ementas escritas só em idiomas estrangeiros. Numa delas perguntei ao patrão: Porquê? Olhou-me como se fosse ‘um’ extraterrestre. O turismo alavancou o imobiliário e o seu restauro e também em Alfama onde passo com frequência. E pasmo!, com o que me dizem pessoas antigas que estão a ser expulsas de suas casas. Despejadas literalmente! Há que parar com esta selvajaria, já que dificilmente refazem as suas vidas. A lei que permite esta desumanidade classista, também anticristã é da autoria do autointitulado CDS cristão. Cristão? Como disse? Faz sentido, este partido da extrema-direita também é dos senhorios. O crescimento económico no turismo está em alta, porém, os seus trabalhadores não têm sentido melhorias nas suas condições laborais, condizentes com o crescimento. São mal pagos! Foram 25 milhões de estrangeiros que desembarcaram no aeroporto de Lisboa, em 2017. O turismo aumenta a especulação imobiliária e obriga os lisboetas, inqualificavelmente, a serem empurrados para a periferia. A primeira pergunta que muitos estrangeiros fazem ao desembarcarem: Quanto custa o m2 para construir?…
   No Rossio, Praça do Comércio, Chiado só oiço línguas estrangeiras. Não quero, que daqui a uns tempos Lisboa deixe de ser dos lisboetas. Qualquer dia também não quero!, ser um turista em Lisboa…

                                                  Vítor Colaço Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.