quarta-feira, 1 de agosto de 2018


Misturas não miscíveis...


Num edifício que já foi igreja mas está hoje reduzido ao uso profano, por decreto assinado pelo bispo diocesano, aconteceu em abril passado um espectáculo de bailado do qual os vereadores do PSD à Câmara Municipal de Leiria só agora dizem ter tomado conhecimento, manifestando-se profundamente “chocuados”.

Da antiga igreja diz a diocese de Leiria-Fátima que deixou de ser um espaço sagrado em 2014, sendo agora propriedade da Misericórdia, que a cedeu à Câmara para criação de um Centro de Diálogo Intercultural, mas apela ao bom senso para que sejam evitadas situações consideradas ofensivas.

Esta diocese faz-me lembrar aqueles casais que, estando já separados, querem continuar a interferir na vida do outro; de facto, tendo dessacralizado o espaço e prescindido do seu uso, como pode querer dar palpites à forma como passou a ser usado...

“Eu, que sou cristão católico não praticante, sinto-me ofendido”, disse o vereador Fernando Costa. Como é que este sujeito, que se reclama de uma condição que nem sequer existe (cristão católico não praticante), pode ser levado a sério...

Estamos nítidamente perante um figurão que, não conseguindo sobressaír por feitos de relevo, agarra-se a qualquer coisa de que ouviu falar a terceiros e, sem o mínimo pudor, procura daí colher dividendos políticos; enfim, a famigerada e abundante“baixa poplítica”!


Amândio G. Martins

1 comentário:

  1. Ainda bem que não sou eu que o digo, quando há santos e altares (mesmo desactivados...) pelo meio...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.