quarta-feira, 8 de agosto de 2018


Um que os topa bem...


Com o título “A direita a marchar torto”, Paulo Baldaia, no JN, diz que o programa de Santana para criar um novo partido e a intempestiva entrevista de Pedro Duarte só podem preocupar a direita que não gosta de Rui Rio;  diz que o partido “popular” de Santana rouba mais espaço ao putativo “tea party” dos colunistas do “Observador” do que ao PSD.

“Todos acusam Rio de estar demasiado colado a Costa, mas todos trabalham a favor das expectativas do PS; chega a ser ternurenta a forma como tanta gente tenta impedir Rio de chegar às legislativas. Não há nenhuma sondagem que permita dizer que o PS vai perder o poder mas, ainda assim, exigem a Rio que ganhe as eleições. Órfãos de pai incógnito, o que mais chateia os colunistas do “Observador" é o facto de não aparecer ninguém com carisma para cavalgar aquele projecto jornalístico/político”.

Mas percebe-se perfeitamente que a maioria daqueles inúteis que o partido tem no Parlamento não quer é que Rio chegue sequer às eleições, concordo eu, porque sabem que vão perder o tacho; Como Rio não os quer  lá ver nem pintados, vai excluí-los do rol da nova legislatura...

Amândio G. Martins

4 comentários:

  1. Sobre o Observador...estamos conversados. Bastava ter à frente o José Manuel Fernandes, mas não só. Falando de Rui Rio fico é "surpreendido" com o novo director do PÚBLICO, logo no seu segundo editorial (agora é ele que os escreve todos..." ter escrito "ou não saberiam que é incapaz de produzir uma ideia e ainda menos um projecto para o país?" (sic).E assim, logo que o PSD se inclina, num arremedo que seja, como é o caso, para o lado social-democrata, aí estão "eles" a denegrir... Mas que os actuais deputados do Partido, qualquer que seja o resultado das eleições - perdoem-me a expressão - vão mesmo de cu, lá isso vão...

    ResponderEliminar
  2. É a direita reacionária, fascistóide, a ver chegar a hora de perder o tacho. A direita que não suporta que se diga mal de Coelho, de Cavaco, de Salazar de Trump, etc. Com pena minha, não acredito que Rio se aguente por muito mais tempo.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Depois que se viu desmascarado o "thriller" que, com o seu comparsa porta-voz de Belém, montou para envenenar irremediavelmente as relações do Governo de então com o presidente, esse zé Manel ficou ferido de morte; tudo quanto agora intente para mostrar que está "vivo" nunca fará esquecer aquela farsa...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.