terça-feira, 17 de outubro de 2017

Texto a 'talhe de lume' que escrevi em 2/9/2017

Nenhum texto alternativo automático disponível.

O GRUPO BILDERBERG

O Grupo Bilderberg integra uma série de políticos, banqueiros, empresários, patrões dos media que controlam a grande maioria dos governos do mundo. O seu objectivo é constituir um governo mundial onde os cidadãos perdem toda o direito de decisão, inclusivamente o próprio direito ao voto. Controle dos media, levar as pessoas a trabalhar e a não pensar contemplando imagens imbecis é outro dos fins a atingir. Dominar completamente o sector financeiro, cujos lucros ficam nas mãos dos membros do grupo, eis outra das consequências. Fomentar e financiar guerras, é outro dos sinistros objectivos desses execráveis chacais. Cabe-nos a nós tomar consciência de que estamos a ser alienados a cada momento. Cabe-nos a nós a revolta.

OS INCÊNDIOS E O NOSSO FUTURO

Incêndios, furacões, tsunamis, dilúvios. São as alterações climáticas. Até agora o homem tem posto o crescimento económico, o império da pilhagem, do dinheiro e da finança acima de tudo. A Mãe-Natureza revolta-se. Se nada se fizer, nos próximos 10, 20 anos a Terra será dominada pelo terror, pelo medo do inferno. A Humanidade está em perigo. De uma vez por todas, derrubemos os cães do capitalismo, os moedeiros, os mercadores. De uma vez por todas, se queremos ter futuro.
Galinheiros em S. Bento

A anunciada candidatura de Rui Rio à liderança do PPD prenuncia que será possível cumprir-se uma premonição de Pedro Abrunhosa, quando disse que ainda um dia voltaríamos a poder ver galinhas nos jardins do Palácio de S. Bento...

Este renomado artista portuense disse-o há anos numa entrevista, quando analisava o comportamento de Rio, como presidente da Câmara, no que à cultura dizia respeito, em que tratava os agentes culturais como uma corja de subsidiodependentes a quem votava o mais soberano desprezo.

Ora, como um líder daquele partido é potencial primeiro-ministro, se for mesmo o escolhido lá o teremos com a tralha toda na residência oficial do chefe do Governo, mais tarde ou mais cedo.

Pertencendo Rio àquela casta de homens a que Ortega Y Gasset chamava de sábios- ignorantes, o “susto” de virmos a ter um segundo Cavaco é bem real; explicava o famoso pensador espanhol que o risco do sábio-ignorante reside na possibilidade de ascender a altos cargos, de onde se arroga a decisões sobre asuntos para os quais não tem a menor qualificação, embora possa ser muito bom numa determinada área, em nome da qual se catapulta para lugares de onde pode fazer muito mal.

Amândio G. Martins



NO dia 17 de Outubro de 1987 - Dia Internacional para a Eliminação da Pobreza e da Exclusão Social

Resultado de imagem para Dia Internacional para a Eliminação da Pobreza e da Exclusão Social



No dia 17 de Outubro de 1987, respondendo ao apelo do Padre Joseph Wresinski, cem mil pessoas reuniram-se no Adro das Liberdades e dos Direitos Humanos no Trocadéro, em Paris, apelando à humanidade para recusar situações de miséria e prestando, simultaneamente, homenagem às vítimas da fome, da violência e da ignorância, A 22 de Dezembro de 1992, o dia 17 de Outubro é proclamado jornada internacional para a Eliminação da Pobreza pela Assembleia-geral das Nações Unidos. De então para cá. As iniciativas para celebrar esta Jormada têm vindo a multiplicar-se.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

SR. PM, NÃO SE RIA POR FAVOR, É UMA TRAGÉDIA!

O PM Costa quer convencer os cidadãos de que a resolução do problema dos fogos "vai precisar de uma década". Isto depois de dizer que o seu "governo não tem uma solução mágica". E que demitir a ministra da Administração Interna "seria um bocado infantil". Rematou esta "brilhante" dissertação sobre as tragédias que vitimaram eventualmente mais de 100 pessoas até agora, respondendo a uma pergunta de uma jornalista com "Minha senhora, não me faça rir a esta hora". Sinceramente eu não sei o que dizer perante esta insensibilidade. Estamos a passar tempos nunca vistos. Já vimos que é possível formar um governo perdendo eleições, mas ter um PM sempre sorridente a a falar de risos perante tragédias que vitimaram de forma atroz uma centena de pessoas, é terreno nunca antes pisado.Esta tentativa canhestra, tomando os portugueses por parvos, de passar responsabilidades para todos, menos os ministros ou secretários de Estado, que dirigem superiormente os ministérios e nomeiam os seus responsáveis, tem de ser denunciada. Eu pergunto, o que será preciso a ministra fazer mais de erros, de omissões, de incompetência, para ser destituída pelo PM? Penso que o PM está a levar a sério uma prática nada ética nem republicana de o responsável ministro só sair quando for preso com sentença transitada em julgado. Sim, infelizmente também na oposição tem havido "trapalhadas", cujos responsáveis se escudam com a Justiça, e perguntam à PGR se os seus procedimentos foram ou não legais. Isto está completamente errado. Um político tem de ser julgado politicamente, mesmo antes ou mesmo sem qualquer pronunciamento de um Tribunal. Por exemplo, José Sócrates até pode vir a ser absolvido de crimes por falta de provas em Tribunal, mas o seu comportamento político deve ser sancionado. Espero que em próximas eleições legislativas os eleitores tenham bem presente a forma como este PM os tratou. Já passou há muito o período em que César (Imperador de Roma), afirmava que o povo só queria pão e circo.

SE - POEMA DECLAMADO NO LANÇAMENTO DO LIVRO - PARA APRECIADORES


No dia seguinte algumas pessoas conseguem fazer balanços.
Eu não.
Hoje permito-me ser um bocadinho egoísta e reviver, saborear , filtrar e adoçar, ainda mais, tudo o que vivi ontem. É que vocês podem não ter total noção, mas o que vivi ontem, não se explica por palavras - pelo menos por enquanto.
Nalguns comentários que fiz ao dia de ontem e aos Parabéns e desejos de sucesso que generosamente me foram enviando, fui partilhando o meu sentir.
Hoje, apenas pouco mais de 24 horas depois de um dia profundamente emotivo, apenas consigo dizer OBRIGADA e mais alguns pequenos nadas.
Desde que o lançamento do livro passou a ser uma realidade e organizá-lo, uma preocupação, a única coisa que me perpassava a mente era : que fosse bonito, que convidasse ao Sonho, que tivesse Luz, que fosse Partilha e Emoção, que envolvesse quem nele quisesse participar, numa aura quase mágica de Paz e Ternura.
Demasiado ambicioso, talvez, admito, mas era isso que o meu coração pedia e modestamente, acho que conseguimos, eu e os que estiveram comigo, cúmplices nesta ousadia.
 Espalhei "Fragmentos" e sinto-me hoje mais inteira que nunca - só pode ser magia.
" Há dias que ficam na história da história da gente"...e este ficou, na minha.

A 16 de Outubro - Mundial da Alimentação




Desde de 1981, celebra-se, a 16 de Outubro, o Dia Mundial da Alimentação. Esta data é comemorada com o intuito de alertar e consciencializar a opinião pública para questões globais relacionadas com a nutrição e alimentação.

“O problema da fome é praticamente agudo no mundo em desenvolvimento. Uma em cada cinco pessoas dos países em desenvolvimento não tem acesso a alimentação com a qualidade suficiente. Em África, uma em cada três crianças sofre de subnutrição crónica. No total, 6 milhões de crianças em idade pré-escolar morrem todos os anos, em consequência da fome”.
Irracionais justiceiros

Franco admirador da sua tenacidade na prossecução do que entendia serem importantes realizações para o país, nunca vi de perto José Sócrates e jamais o venerei, como também nunca o fiz com plolítico nenhum, pelo que também não ajudarei a empurrá-lo para o inferno...

Como a “marca de água” da Direita na governação sempre foi, desde os tempos de Cavaco, a falcatrua permanente, as suas grotescas tropas de choque agarram-se ao caso Sócrates como boia de salvação, mesmo que os valores de que Sócrates é acusado não passem de “peanuts” quando comparados, por exemplo, com os mais recentes 10 mil milhões, repita-se, 10 mil milhões que ninguém sabe de que negociata foram paridos e para os quais um Secretário de Estado com nome de toureiro teve artes de “tourear” um conveniente apagão informático.

José Sócrates é, para mim, apenas um homem político que usou/usa das suas faculdade como qualquer outro da sua condição faz para alcançar os seus objectivos; e não terei nenhum prazer especial  em vê-lo condenado, mas antes em vê-lo desmontar/demonstrar que os infamantes crimes de que só agora é oficialmente acusado não são mais que o corolário de uma tenebrosa perseguição e vingança.

Para a ralé que se apressa a gritar “esfola” mal ouve dizer “mata” , Sócrates há muito foi condenado, sem possibilidade de defesa, embora só agora tenha sido efectivamente acusado e ainda falte fazer o verdadeiro julgamento.

E se os oleosos elogios ao Ministério Público não fossem mais fruto do ódio patológico ao cidadão em causa do que à seriedade do trabalho realizado, certamente não deixariam sem reparo a sujeira permanente que foi o estendal de informação “reservada” passada pela investigação a repugnantes tablóides, que fizeram dela as montagens que mais lhes convinham!

Amândio G. Martins



Afinal são meninos de coro...

Ricardo Salgado, Sócrates e outros figurões de colarinho branco e botões de punho, afinal são
meninos de coro. Não confundir com - decoro… Aqueles estão acusados por 21 e 31 crimes!,
respectivamente, mas os seus advogados lavam-nos ainda mais branco: o de Sócrates, diz que
a acusação é oca e vazia de factos(!). Este senhor é bacoco? Já o do Dono Disto Tudo diz que
Salgado está inocente e a acusação é totalmente infundada(!). Pergunto: Então os milhares e milhares de caracteres, sobre esta exponenciada vergonha, dados à estampa, por: CM, Sábado, JN, PÚBLICO e outros - é tudo mentira? É uma cabala? Nenhuma notícia tem verosimilhança? Os
advogados podem dizer estas alarvidades e não são responsabilizados? Os lesados (termo eufemístico que designa: roubados!) do ex-BES são uma realidade virtual? Terem depositado uma vida (também de emigração) feita de sangue, suor e lágrimas e terem ficado sem o seu dinheiro é uma encenação carnavalesca? Questiono o senhor F. Proença de Carvalho, advogado de Salgado (ex-BES): E se as suas poupanças feitas de hercúleo sacrifício fossem subtraídas? Que faria?…
Aqui, há outra grande questão: Sabemos pelos média, os nomes dos corruptos, branqueadores de capitais, fraudulentos e outros crimes por aí fora e os argumentos daqueles advogados querem-nos fazer passar por atolambados, dando-nos um atestado de menoridade mental! Somos nós que sofremos os rombos do Estado social… e pagamos isto tudo! Tudo isto, sem benevolência da palavra: É Miserável!
Razão teve a minha Saudosa Mãe, impondo com veemência: Vítor, não quero que sejas advogado!

                                 Vítor Colaço Santos

Apostila: Diz-se que Alves dos Reis, comparado com o Dono Disto Tudo - foi, ele sim!,
                 um menino de coro!!

domingo, 15 de outubro de 2017

A FESTA DA TAÇA DE PORTUGAL E OS TOMBA-GIGANTES…FOI BONITA A FESTA PÁ


Resultado de imagem para taça de portugal tomba-gigantes
E a festa da Taça de Portugal, Prova da Rainha, do calendário do futebol português, nesta 3ª. Eliminatória da competição, resultou, com os sempre chamados tomba-gigantes desta prova, que sempre acontecem e se verificam e desta forma e sem dúvida com alguma surpresa, os chamados emblemas mais “pequenos”, vêem dar brilho e sabor a esta prova, com os resultados verificados nos finais das respectivas partidas, com as maiores surpresas registados nesta competição, e nesta 3.ª Eliminatória, com a existência dos chamados tombas-gigantes desta prova, e a fazerem as suas mossas e que decerto irão provocar dissabores ao longo desta presente época de 2017/18, nos clubes eliminados, chamados de outra dimensão do futebol português, e, assim provocando os afastamentos, precoces dos conceituados e prestigiados emblemas da I Liga, que foram vergados aos “pés” de clubes de outros escalões secundários.. E, assim desta 3.ª. eliminatória, destaque para os afastamentos da prova, do Boavista da I Liga, que foi afastado e derrotado por 1-0, pelo Vilaverdense do Campeonato de Portugal; do Estoril-Praia, igualmente da I Liga, que foi afastado pelo Sporting Farense, pelo resultado de 1-0, que esta presente época se encontra a disputar o Campeonato de Portugal; do Tondela da I Liga, afastado pelo Leixões da II Liga, que perdeu por 3-2, e finalmente de “Os Belenenses” igualmente da I Liga, que foi afastado pelo Santa Clara dos Açores da 2.ª Liga por 2-1.
E, é assim a Taça de Portugal, prova que não olha, à situação, nem a lugares que cada equipa ocupados nos seus escalões. Como tal, esta prova Rainha do calendário do futebol português, chamada de Taça de Portugal, em cada eliminatória, tem sempre as suas surpresas inesperadas e como tal, mais encanto, para os chamados clubes secundários, que volta não volta, provocam sempre as suas surpresas, perante os chamados “grandes”. A Taça de Portugal, tem sempre estas surpresas, para as equipas mais “pequenas” e como repeti dissabores para os chamados “grandes”.
Esta eliminatória teve o condão agradável e sempre surpreendente, de pôr fora desta d competição equipas mais conceituadas, e como tal, diz o poema da música, do grande cantor brasileiro, de língua oficial portuguesa, Chico Buarque, foi bonita a festa pá… é verdade. A Taça de Portugal, tem todos as épocas estas surpresas. Agradáveis para os clubes de menor dimensão e total desilusão para os chamados “grandes”.
E, por último a vitória da Académica de Coimbra da 2ª Liga,que venceu o Paços de Ferreria da I Liga por 2-1, a.p. . O facto de este jogo ter terminado já para além da hora, em virtude da falta de iluminação, devido infelizmente aos incêndios, que se está a sentirr no Centro do País.  

(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os Leitores" do
  Jornal RECORD de 16 de Outubro de  2017)



MÁRIO DA SILVA JESUS

Carbúnculo



Hoje, fui a um restaurante onde a especialidade é picanha Black Angus, sem dúvida uma carne de qualidade superior. De regresso a casa para fazer a mala para umas curtas férias bem merecidas pois trabalhando ininterruptamente (sem intervalos para cargos sindicais, comissões de trabalhadores, ou outros do género) desde o ano de 1961 com 15 anos de idade, e ainda hoje entro para a mesma firma antes das 8 horas e de onde saio depois das 19 horas nunca dispensei este direito. Ao abrir a Voz da Girafa, o que vejo? Aquele que “se pica a si próprio” familiar de qualidade inferior ao Black Angus a dedicar-me mais um poema. Para que não pensem que não tenho reparado nos anteriores  deste nível, por respeito a quem me convidou para colaborador do blogue, não tenho respondido, mas tudo tem limites. Assim, para além dos últimos poemas, lembro apenas algumas indirectas deste carbúnculo, antigo legionário da Legião Portuguesa: # nossa Direita política é mesmo asquerosa; fanáticos da corja: "aquilo" que já foi primeiro-ministro: trambiqueiro qualquer inventou suicídios: aos “merdafones” da Direita: só mesmo com um encharcado de bosta no focinho daquele "quisto sebáceo": Tavares da "beiça grossa":  "aquilo" que já foi primeiro-ministro (ao que isto chegou!) :"saco de trampa": borra-botas de Coelho.#  Saudoso dos tempos em que era bufo da PIDE e tinha um gancho na Comissão de Censura, critica todo o jornal que publica as minhas cartas chegando ao ponto de lhes chamar pasquins. Como podem ver e depois de muito aguentar, limito-me a responder, não à minha maneira conforme a minha costela transmontana me exige e ele bem merece, mas por respeito a alguns de vós e a quem me convidou, penso ter conseguido evitar a ofensa gratuita para não me igualar a este filósofo frustrado.
 

Fátima, na Filatelia


O cinquentenário, em 1967.

 O centenário, em 2017.


"AFASTA-TE QUE ME ENFUSCAS"

Esta interessante e velha expressão da gíria popular da Beira, vem a propósito da atitude de afastamento indecoroso dos ex-ministros e principais aliados políticos de José Sócrates (JS), agora que foi acusado pelo MP. Porque o espaço de que disponho não permite referir todos, refiro apenas como exemplo Pedro Silva Pereira, o ex-ministro de JS que teve mais poder nos seus governos, como ministro da Presidência do CM. Quando em Maio de 2014, num comício do PS afirmava alto e bom som: "quando um socialista é atacado, acusado injustamente, é todo o PS que é atacado e acusado" (fim citação), confesso que estava longe de imaginar este silêncio dos cemitérios. Já o ex-ministro de JS, Correia de Campos, ensaiou uma tirada recentemente mais diplomática: "não tenho capacidade para dizer que a acusação a Sócrates não é verdadeira" (fim citação). Notável, embora indecorosa de um ponto de vista da solidariedade política, a atitude do actual PM, António Costa, que logo quando JS foi detido proclamou "à Justiça o que é da Justiça, e à política o que é da política", lavando as mãos como fez Pilatos. Destacarei, como é merecido, o nome de Campos e Cunha, que saiu bem cedo, por alegadamente ter resistido à intenção de JS de demitir o CA da CGD para lá colocar o seu amigo Vara (o que JS fez logo de seguida). E também Teixeira dos Santos, por embora muito tardiamente, ter avançado com o pedido de resgate financeiro de Portugal, sem consultar JS. Como registo de interesses, nunca votei JS, mas tenho pena de Mário Soares se ter já finado, pois tenho absoluta certeza que estaria hoje ao lado do seu amigo JS, nesta hora má que atravessa.

Deixei a cidade

 Deixei a cidade e o seu poluidor bulício, mergulhando no pulsar natural da Natureza e da ruralidade que com ela coabita.
Dei conta que o Tempo não vai nada bom para a agricultura. A azeitona está engelhada, cheia de rugas pela falta da água da chuva que tarda a chegar, pois este Outono de Verão traz o diabo no ventre.
As restantes árvores, todos os produtos hortícolas e as pastagens estão num raquitismo de pré morte.
Mesmo assim, sinto uma certa paz interior, porque não tenho ouvido ou lido a televisão, a rádio e os jornais, nos quais se vêem, ouvem e lêem as piores notícias sobre os maus exemplos vivenciais, que não deveriam existir, se o diabólico homem não enveredasse por caminhos desviantes rumo ao desperdício, às más acções e ao crime organizado, que têm levado à pobreza dos povos, das nações e à decadência de muitas instituições, que deveriam ser o exemplo da virtude, da honra e da ética.
Se o passado não foi bom, o presente afigurasse-me a antecâmara de muita desgraça social, rumo a um porvir que poderá nunca ser futuro para ninguém.

José Amaral