quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Em Honra de Umberto Eco…

Com patranhas sem serventia
Pensam enganar os demais;
Num estendal de  porcaria
Saem da sua enxovia
Para as redes sociais.

Diz tal casta sem valores
Só coisas disparatadas;
Maus prestidigitadores
Fingindo de sabedores
Grafam burrices chapadas.

Se confrontados com isso
Desatam  a desconversar;
Num gesto repetitivo
Aumentam mais o ruído
Por não poderem enganar…

Cretinos são sempre os outros
Nada se compara a eles;
Disfarçam o nulo  valor
Imitando algum senhor
Mas não deixam de ser  reles.


Amândio G. Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.