sábado, 12 de maio de 2018

PORQUÊ A VENDA DOS MELHORES JOGADORES DO BENFICA NO FINAL DA ÉPOCA DE 2016/17?


Resultado de imagem para porquê a venda dos melhores jogadores do benfica no final da época de 2016/17?
Vou ser muito breve nesta minha apreciação, para não aborrecer, em especial os leitores, deste espaço.
Está prestes a chegar ao fim esta longa maratona de 34 jornadas, de que os 18 clubes que compuseram este campeonato e respeitante á época de 2017/18, da I Liga do futebol português. Como escrevi aqui há dias, o campeonato já tem o seu vencedor, justíssimo e que o título lhe assenta bem e na perfeição, que é o FC Porto, que sobre o comando do “irreverente”, apaixonante e honesto, não só como treinador, como na sua vida do quotidiano, que não deixa nada por dizer, de seu nome Sérgio Conceição, que brilhou como jogador ao serviço de vários clubes por essa Europa fora, para além de ter representado, o clube do seu coração o FC Porto, onde conquistou enquanto jogador três títulos de campeão nacional e conta no seu currículo com 56 internacionalizações, e que teve a ousadia de no 11.º Campeonato da Europa de 2000, realizado na Bélgica e Países Baixos, em Roterdão no dia 20 de Junho de 2000, sobre o comando do seleccionador Humberto Coelho, ter feito um  “hat-trick”, frente à sempre poderosa Alemanha.
Mas quando pensei em escrever este apontamento, o meu pensamento estava focado, não propriamente para o FC Porto e o Sérgio Conceição, mas mais propriamente para as péssimas dispensas que o SL Benfica, fez no final da passada época, que como é óbvio teve os seus grandes e graves reflexos nesta presente época.   
Quando após o SL Benfica, ter ganho os títulos nas épocas de 2013/14 e 2014/15 (com o treinador Jorge Jesus a comandar a equipa), e nas épocas de 2015/16 e 2016/17 (com o comando a cargo de Rui Vitória), foi inédito na história do clube de Cosme Damião a conquista do tetracampeonato, tendo como objectivo na época que ainda está a decorrer, o tão desejado pentacampeonato, como foi possível ao presidente Luís Filipe Vieira, ter desfalcado a equipa com as dispensas de jogadores de grande valor, como foram os casos de: Ederson Moraes, para o manchester City; Nelson Semedo, para o Barcelona; Konstantinos Mitroglou, para o Olympique de Marselha; Victor Lindelof, para o Manchester United, jogadores fundamentais e já devidamente rotinados e fundamentais para a tal conquista, acabando, o SL Benfica “quiçá”, nem sequer ir à tão desejada Liga milionária, e acabando a época, numa autentica desilusão ou melhor frustração total. Como foi possível, fazerem tanto mal, à equipa do SL Benfica, à beira de poder ter conquistado o tão ambicionado, PENTACAMPEOANTO? Fica no ar a minha interrogação.


(Texto-opinião, publicado na edição online, secção "Escrevem os   Leitores"    do Jornal RECORD de 12 de Maio de 2018)


MÁRIO DA SILVA JESUS


2 comentários:

  1. Parece óbvio que o homem terá apenas uma vaga noção do significado daquilo que escreve... Saberá ele o que quer dizer "tetra" ?

    ResponderEliminar
  2. Quero publicamente reconhecer o erro crasso que cometi ao ter trocado o penta por tetra. Agradeço ao Senhor Gòrgias a sua chamada de atenção, porém não quer dizer que não saiba o significado das citadas palavras. Mais uma vez obrigado pela sua chamada de atenção, pois no melhor pano cai a nódoa.

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.