domingo, 22 de janeiro de 2017

A Banca Portuguesa só vale 20%


‘A Banca Portuguesa só vale 20% do dinheiro nela injectado’. Foi mais ou menos isto que veio publicado nos jornais e os canais televisivos noticiaram. E é o que todos nós sentimos um pouco, consoante as nossas poses.
Todavia, o banqueiro Fernando Ulrich, distorcendo a seu modo tal questão, afirmou que quem suportou o maior esforço perante tão elevada razia evaporadora de tantos milhões de milhões não foi o Estado, nem os contribuintes, mas sim os accionistas que perderam tudo.
Ai é? Quem perdeu tudo foram os pequenos depositantes e aforradores de migalhas, os quais foram enganados com cantos de sereias que tudo lhes saquearam.
Os accionistas de topo, que sempre mexeram os cordelinhos à sua maneira, esses sim, ganharam rios de dinheiro enquanto ocuparam altos postos-chave nas administrações dos bancos que ficaram de cofres vazios devidos às suas gestões danosas.
Os accionistas de base, uma espécie de patos bravos para engorda dos de cima, esses somente foram carne para canhão, pelo que ficaram sem cheta e de mãos a abanar.

NOTA - o DESTAK publicou este texto em 24/1/2017

José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.