quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Que alternativas à TSU?


O imbróglio continua sem que se vislumbre uma saída airosa e honesta, estando agora na AR a alternativa possível para todas as partes.
Todavia, a opção plausível e única ao impensável e incomportável aumento do smn em 27 euros/mês é só uma: o trabalhador vende a força do seu trabalho e a questão nisso se encerra.
O patronato não precisa de contrapartidas, nem de subsídios, para arcar com tão ´pesado’ aumento.

PS: os vendedores de carros topo de gama esperam um pouco mais.

NOTA: texto publicado pelo DESTAK de 27/1/2017

José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.