segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Um momento fugaz


Seis horas esperei
Seis horas … talvez mais!
Da vida que tu és
Não veio sinais
E, mesmo assim, não desesperei!

Seis horas, pouca coisa
Para quem esperou anos
E não sabe se és mais um
A juntar aos desenganos
Ou o sinal que veio do Mais – Além!

Sete horas, digo agora
Pois sei que já não vens
E até jamais virás!
Abençoado sonho que durou
Um momento fugaz
Mas valeu porque durou!...



Joaquim Carreira Tapadinhas - Montijo

1 comentário:

  1. É quase uma adivinha... que eu gostava de decifrar por pura curiosidade intelectual mas... a beleza está lá toda!

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.