terça-feira, 24 de abril de 2018


Não devem ter muito que fazer...


Toda a gente percebe que quem conduz ambulâncias tem assunto bem mais importante para se preocupar do que se vai ou não a infringir os limites de velocidade; todavia, na PRP não se distingue o que é uma viatura de emergência das restantes, vai daí que não parem de azucrinar a cabeça daqueles socorristas!

E se é verdade que as máquinas se limitam a “disparar” a todo e qualquer que exceda os limites prescritos nos mais diversos locais onde são instaladas, também deve ser verdade que na PRP estão registados todo o  tipo de veículos com matrícula portuguesa, donde não será difícil, ainda para mais com os recursos informáticos de hoje, distinguir os que são transporte de emergência dos demais.

Mas parece que acham graça aplicar coimas àqueles condutores que vão em socorro de alguém que os chamou, em que aproveitar todos os segundos pode significar uma vida.
E vai de exigir das entidades de quem dependem que os identifiquem, sem o que serão mesmo castigados. Parece-me que tem aqui cabimento mandar estes “burrocratas” para aquele sítio...


Amândio G. Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.