terça-feira, 24 de abril de 2018

O regresso do Pelourinho

Os julgamentos no Pelourinho voltaram agora em forma televisiva, e supremo magistrado que opina sobre coisas das quais só sabe como qualquer um de nós o que ouve dizer, mas sobre isto sabe mais do que a maioria e tem obrigação de se pronunciar.
Eu não sei se Sócrates é culpado ou inocente, mas que sejam os juízes a determinar isso e não a populaça no Pelourinho, a não ser que estejam enrascados e queiram pelo menos garantir a "condenação" da populaça.
E a srº procuradora a meu ver tem duas opções; ou encontra e pune o culpado ou demite-se.

Quintino Silva

7 comentários:

  1. Essa senhora representa, na minha leitura, a maior vergonha que já passou por aquele lugar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se até aqui eu tinha dúvidas se ela devia ser reconduzida ou não agora já não tenho a não ser que tenha "tomates" para pôr ordem na casa.
      Se não é capaz de encontrar um criminoso dentro de casa, ou é cega ou conivente.

      Eliminar
    2. Esse superlativo é mesmo radical!...

      Eliminar
  2. A Procuradoria não pune. Investiga e acusa (ou não).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De acordo, nestas alturas a gente por vezes não põe as coisas da maneira certa, mas ao menos que acuse.
      Mas isto começa a haver um padrão.
      Lembro-me de o centro cultural de Belém passar de 35 para 210 e não houve ministério público, lembro-me
      de na Alemanha haver funcionários condenados por corromper "alguém", para vender submarinos e o ministério de cá não mandou ninguém lá. Mais vale tarde do que nunca, mas que não seja són sócrates a ter de explicar de onde lhe veio o dinheiro.

      Eliminar
  3. Como todos temos podido constatar, acontecem nas barbas (sem aspas) da referida senhora as coisas mais sinistras; como está mais que demonstrado não ter autoridade - e é o mínimo que se pode dizer - para função de tamanha responsabilidade, que mais será preciso para colocar no seu lugar alguém da envergadura que a função exige...

    ResponderEliminar

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças. Não diga aos outros o que não gostaria que lhe dissessem. Faça comentários construtivos e merecedores de publicação. E não se esconda atrás do anonimato. Obrigado.