terça-feira, 16 de maio de 2017

Produtos (quase) milagrosos


Já não é a primeira vez que escrevo sobre produtos para a saúde, publicitados até à exaustão nas televisões nacionais, em que são os próprios apresentadores de programas televisivos a corroborar na eficácia terapêutica de tais virtudes, altamente saudáveis, dando, ainda, brindes de permeio, e sem qualquer prescrição médica. É que nestes produtos vendidos por telefone parece que não há a mais leve contraindicação: é só saúde.
Portanto, tendo em conta tantos benefícios para a saúde de todos nós, melhor seria que os responsáveis pelo SNS fossem permeáveis a tão milagrosas ‘drogas’ , prescrevendo-as aos seus utentes, pois, assim poupariam muito, e melhor saúde – e vida – dariam aos seus doentes.

José Amaral

Sem comentários:

Enviar um comentário

Caro(a) leitor(a), o seu comentário é sempre muito bem-vindo, desde que o faça sem recorrer a insultos e/ou a ameaças a quem quer que seja. Não serão considerados os comentários anónimos. Obrigado.